sábado, 28 de maio de 2011

Situação histórica da implementação do IFRS no Brasil para ass PMEs

Olá, este blog foi criado para situar a aplicabilidade das normas, criadas pelo IFRS, no Brasil.

A partir de 2005, os países da Europa passaram a exigir que as empresas listadas nas respectivas bolsas de valores apresentassem, também, relatórios compatíveis com as normas do IFRS. As normas do IFRS existentes continham um número muito grande de itens até então, cerca de 3 mil itens, o que tornava inviável para as PMEs apresentarem seus relatórios de acordo com as normas do IFRS, então, em julho de 2009 foram concluídas as compilações das informações obtidas das pesquisas efetuadas até 2003, reduzindo as normas para cerca de 300 itens.

Além de possibilitar a comparabilidade dos relatórios contábeis, a adequação às normas do IFRS permitem para as empresas, diversas vantagens, dentre elas:

- O reporting é padronizado, aumentando a interação financeira em todo o sistema.

- A preparação dos dados contribui com o gerenciamento eficiente do negócio.

- Há um melhor auxílio na tomada de decisões gerenciais, em decorrência de uma informação mais realista da situação econômica.

Com a redução para 300 itens, além da criação da lei 11.628/2007, abriu-se a possibilidade da inclusão das PMEs nas adequação dos seus relatórios com maior facilidade. O CPC criou em dezembro de 2009 o manual de contabilidade com mais de 35 seções, que teve sua validade estipulada através da resolução 1255/2009.


http://www.kpmg.com.br/publicacoes/conversao_para_IFRS.pdf

http://www.pwc.com/br/pt/ifrs-brasil

http://www.contabeis.com.br/ler_topico.asp?id=29815

http://www.administradores.com.br/informe-se/informativo/o-ifrs-e-as-pequenas-e-medias-empresas/29561/

http://contabilidadefinanceira.blogspot.com/2010/05/ifrs-nas-pequenas-e-medias-empresas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário